terça-feira, 27 de julho de 2010

Pra morrer, basta estar vivo. E no Brasil.

Não me impressiona toda a atenção dada à morte de Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães. Não só por sua figura alto astral, sempre esbanjando bom humor e alegria, mas também pelo simples fato dela ser empregada da Globo há décadas.

Não sei os pormenores, pelo menos não mais do que qualquer outra pessoa que tenha assistido o que viu no Jornal Nacional. Não posso afirmar se o motorista estava fazendo racha, se os policiais foram subornados, se Rafael andava de skate em local e horário impróprios. O que me incomoda é outra coisa.

Fosse o adolescente morto pobre, que fim teria essa história? Pergunta retórica. Segundo o site PE Body Count, só em Pernambuco, foram cometidos 2117 homicídios (registros oficiais), 8 só hoje, até o momento em que escrevo esse post (243 em Julho). É muita gente morrendo por nada.

Recife é uma cidade menor do que Chicago. Segundo a Wikipédia (em inglês), a cidade americana teve oficialmente 458 homicídios em 2009. Recife teve APENAS NO MÊS DE JULHO, metade do que a cidade americana (que é 40% maior) teve em um ano inteiro. Talvez isso dê um pouco de noção sobre como morre gente no país.

Pouco me importa se o filho da Cissa Guimarães tem culpa ou não na história. Me importa apenas a atenção exagerada ao caso considerando que temos coisas muito mais importantes para nos preocupar. Algum conhecido, amigo ou parente seu pode estar sendo assassinado nesse momento, enquanto todos sofrem a dor sentida pela Cissa.

Perder um filho é uma dor irreparável, não precisa ser pai ou mãe pra saber disso. Só em Pernambuco, 2117 pais e mães já passaram por isso em 2010. Se bem que já faz uns minutos que não dou uma olhada no PE Body Count...

7 Comentários:

BraMax disse...

Como você já disse no Twitter, se você nasceu no Brasil, você já perdeu...

Também me incomoda a atenção exagerada no caso só porque foi com o filho de uma atriz global. Eles usam a tragédia para fazer mídia, ganhar Ibope; não tem nada de sentimental nisso, apenas negócios. E tem gente que é manipulada por essa demagogia, e acaba "sensibilizada" pela pessoa - mas se esquece das outras milhares que morrem todo dia, porque ela não dá a mínima para estas.

Fernando disse...

Agora vai ver o percentual de resolução de crimes pela polícia. Aliás, não veja se estiver com medo de ficar mais puto ainda.

Iury BAS disse...

É isso que acontece sempre. Destaque para coisas normais como se fossem exclusivas e inéditas. Milhões morrem por motivos piores e mais humilhantes neste pais, mas como os holofotes não estão virados para sua frente é apenas mais uma morte. Quantas mulheres morrem por ciúmes e intolerância dos seus companheiros? Mesmo assim o destaque da mídia em dois casos como o de Bruno e o de Mércia é como se isso fosse algo que nunca aconteceu no Brasil antes. Quantos estão morrendo agora em um hospital por não estarem sendo atendidos por falta de espaço ou equipamentos? Quantos estão morrendo de câncer? Quantos mendigos que nunca tiveram nada estão morrendo da mesma maneira que nasceram, sem ter nada e nenhum direito? Brasil só abre o olho quando viram um holofote e passam no Jornal. Depois que as luzes das câmeras se apagam tudo volta a ser normal e aceitável. Lamentável.

R. Lazarini disse...

Realmente isso é algo assustador.
Não sei se o Governo do Rio de Janeiro tem os dados, mas será que ele foi a primeira vítima dentro desse túnel por um motivo igual ou similar?
Assim como no caso do Bruno(ex-goleiro do Flamengo), o fato de ser uma pessoa famosa, isso acaba dando mais IBOPE para a emissora que trouxer um novo fato primeiro. Não acho que o caso deva ser tratado como um "caso qualquer", eu acho que todos os outros tem que ser tratados da mesma forma: Atenção dos Delegados em questão, prisão preventiva para os possíveis envolvidos no caso, busca de provas em vários lugares.
Creio que, se não fosse o fato de ser o filho da Cissa Guimarães, esse caso acabaria como os demais casos do Brasil, de maneira impune.

Ty disse...

Foda.
Tem justiça aquele que pode pagar por ela.

Vicmendon disse...

Sinto pela morte dele, assim como sinto pela de todos que morreram de forma tão tola, que poderia ser evitada tão facilmente.
Um carro estava onde não poderia estar e atropelou um garoto que estava onde não poderia estar. Um belo exemplo de lugar errado na hora errada.
Só sei que muitas morte poderiam ser evitadas com um mínimo de prudência e consciência.

pcdsjr disse...

Realmente quando acontece alguma tragédia no meio de gente rica e famosa é um alvoroço uma correria só na televisão em busca de novidade, depoimentos, testemunhas, tudo por audiência. E o pior tem um público pra tudo isso.

Ah que me desculpem as famílias das vitimas mas, morreu acabou, se fosse com a familia de qualquer um não famoso ou rico que repercussão isso teria?

Além de encher o saco na televisão ainda tem os comentários de gente que se sensibiliza. E fica aporrinhando os ouvidos alheios no trabalho, na escola, faculdade em todo lugar.

Tv aberta já é ruim em tempo de noticias assim fica uma merda é noticiario a toda hora falando da mesma coisa. E só ch+ ch+ ch+ até que off e acabo por ir pra internet com filtro no twitter para não ter de ouvir mais daquilo.

Deviam fazer barulho um dois ou 3 dias e acabou. Sumia da tv, ou passava em um canal exclusivo para este tipo de matéria assim só quem gostasse assistiria.

Postar um comentário

Marcadores

2010 Adeus Aeroporto Agências Álbuns Ameaça American Idol Aposentadoria Apple Aprovação Argentina Artigos Assassinato Ateismo Ateísmo Avião Avó Balão BBB11 Beatles Bexiga Bicicleta Bike Blogs Bom Senso Brasil Bullying Cagar Regra Cancelamento Carnaval Carro Casamento Cerveja Chile Chris Medina Ciclovia Ciência Cissa Guimarães Clipe Coleções Comportamento Compra Coletiva Congestionamento Conselho Contos Controle Corinthians Cotidiano Crítica Crônica Danilo Gentili Decisão Democracia Desconto Desrespeito Detran Devassa Diagnóstico Dicas Dilma Dinheiro Discussão Divagando Diversos Dor de Cabeça Dorflex Ecochatos Ecologia Economia Educação Educação Financeira Eike Batista Eleição Emprego Enem Engarrafamento Entrevista Enxaqueca Esportes Estatísticas F1 Facepalm Falsa Dicotomia Felicidade Felipe Massa Felipe Neto Fenômeno Fernando Alonso Figurinhas Firework Fiuk Futebol Gay Gente que Hashtag Heartbrake Warfare Home Office Hora do Planeta Inception Inclusão Digital Inclusão Social Infância Internacional Internet iPad IR João Roberto Jogo de Equipe John Mayer Juliana Justin Bieber Katy Perry Kibe Lei Leis Listas Maria Cláudia Medicina Meme Mineradores Modinha Mulheres Mundial Música Natal Nordeste Old On-Line Opções Opinião Orgulho Verde Orkut Palmada Paula Peito Piada Poder de Escolha Política Politicamente Correto Poupança Preço Justo Rafael Mascarenhas Redes Sociais Reencontro Rehab Relacionamentos Religião Resgate Roberta Ronaldo Rotina Sabrina Sato Sandy São Paulo Sapatos Senado Separatismo Serra Sociedade SP Steve Jobs Sucesso Tecnologia TOP10 Trabalho Tráfego Trânsito Troll Twitter União Ventilador Vício Vida Vídeo Videogame Violência Zé Augusto

Arquivo do blog

Online

  ©Cadê meu Dorflex? - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo