quarta-feira, 4 de agosto de 2010

E aí? Vamos trollar juntos?

O conceito de sucesso é bastante relativo. Depende apenas de quais são suas expectativas. Se você as atinge, você tem sucesso naquilo que se propôs a fazer. Mas se você der de cara com alguém com expectativas maiores (sobre você ou sobre si próprio), você poderá ser considerado um fracasso. Não estranhe, é normal e faz parte do jogo.

Gostar ou não gostar de algo ou de alguém é muito particular, de certa maneira inexplicável. Não dá pra teorizar sobre os motivos que levam fulano a gostar de maçã e detestar pera. O mesmo funciona com pessoas. Tem a primeira impressão, que dizem, fica mesmo. Tem os gostos pessoais, ideologias, estilo de vida, até o tal do 6° sentido. Tudo isso contribui a favor ou contra para se gostar de algo ou de alguém.

A tal da trollagem que tanto se fala é basicamente alguém manifestando seu desgosto com alguma coisa ou alguma pessoa. Pode ser uma modinha, uma idéia, uma web-celebridade. Aliás, o conceito de web-celebridade é interessante. No meu entendimento celebridade é quem faz sucesso na Web e fora dela, quem é reconhecido na rua, etc. Acredito nas web-celebridades tanto quanto acredito na existência do Acre. Mas, voltando, trollar nada mais é do que um termo recente no Brasil (nem tão recente lá fora) que mal começou a ser usado e já está ultrapassado. Trollar é desapego, desinteresse em forma de manifestação. É o não gostar na sua forma mais natural.

Considerando essa premissa simples, desde que o mundo é mundo existem trolls. O homem briga e se desentende desde a Era do Fogo. Se você odeia algo ou alguma coisa, você é um troll, isso é inevitável. Quem nunca manifestou de forma agressiva uma revolta, uma raiva, o desprezo por qualquer motivo que seja?

"Mas os trolls fazem baderna, perseguem, difamam, exageram". Então vamos lá. Você conhece humor negro? Já fez piada com negros, judeus, gaúchos, nordestinos? Já tirou uma casquinha dos portugueses dada sua fama de burros? Ou fez uma piada muito engraçada sobre argentinos? Humor negro. Humor afrodescendente. Trollagem. É uma "agressão" pura e simples, motivada por motivo nenhum, com o simples objetivo de rir de outrem, por mais que a motivação não traga nenhum benefício pessoal direto.

A diferença é que na Internet, os fins sempre tendem a justificar os meios. As motivações são diferentes, a forma como as pessoas se expressam é diferente, os alvos variam, o nível de agressividade também. Mas no fundo no fundo, todo mundo quer a mesma coisa: um pouquinho de atenção e sucesso. É impossível controlar o quanto dessa atenção chegará até cada um. Julgar o sucesso também é um critério bastante pessoal.

O fato é, perder tempo querendo entender tudo isso é desnecessário, inútil. Quem sai na chuva é pra se molhar. Se pararmos pra pensar, todo mundo pode ser um pouco mais trollerante.

4 Comentários:

Alexandra Badaró disse...

muito bom o texto!
tão bom que nem vou trollar ;)
hahahaha

Kamila disse...

Nossa, é dificil falar "trollerante"...

Arierom disse...

Se os trolls não se fundamentarem em algum movimento radical, como trolldeskistas ou neo-pentrollsconstais, por exemplo, seja o troll um mal necessário e por que não divertido?

"Atire a primeira crítica, quem não nunca trollou".

"Trollai uns aos outros como eu vos trollei".

Ou @huckluciano com o seu s-ó-t-r-o-l-l-e-t-r-a-n-d-o?

Sério, gostei do artigo! Parabéns!!

Francisco disse...

Falou muito e não disse nada.

Postar um comentário

Marcadores

2010 Adeus Aeroporto Agências Álbuns Ameaça American Idol Aposentadoria Apple Aprovação Argentina Artigos Assassinato Ateismo Ateísmo Avião Avó Balão BBB11 Beatles Bexiga Bicicleta Bike Blogs Bom Senso Brasil Bullying Cagar Regra Cancelamento Carnaval Carro Casamento Cerveja Chile Chris Medina Ciclovia Ciência Cissa Guimarães Clipe Coleções Comportamento Compra Coletiva Congestionamento Conselho Contos Controle Corinthians Cotidiano Crítica Crônica Danilo Gentili Decisão Democracia Desconto Desrespeito Detran Devassa Diagnóstico Dicas Dilma Dinheiro Discussão Divagando Diversos Dor de Cabeça Dorflex Ecochatos Ecologia Economia Educação Educação Financeira Eike Batista Eleição Emprego Enem Engarrafamento Entrevista Enxaqueca Esportes Estatísticas F1 Facepalm Falsa Dicotomia Felicidade Felipe Massa Felipe Neto Fenômeno Fernando Alonso Figurinhas Firework Fiuk Futebol Gay Gente que Hashtag Heartbrake Warfare Home Office Hora do Planeta Inception Inclusão Digital Inclusão Social Infância Internacional Internet iPad IR João Roberto Jogo de Equipe John Mayer Juliana Justin Bieber Katy Perry Kibe Lei Leis Listas Maria Cláudia Medicina Meme Mineradores Modinha Mulheres Mundial Música Natal Nordeste Old On-Line Opções Opinião Orgulho Verde Orkut Palmada Paula Peito Piada Poder de Escolha Política Politicamente Correto Poupança Preço Justo Rafael Mascarenhas Redes Sociais Reencontro Rehab Relacionamentos Religião Resgate Roberta Ronaldo Rotina Sabrina Sato Sandy São Paulo Sapatos Senado Separatismo Serra Sociedade SP Steve Jobs Sucesso Tecnologia TOP10 Trabalho Tráfego Trânsito Troll Twitter União Ventilador Vício Vida Vídeo Videogame Violência Zé Augusto

Arquivo do blog

Online

  ©Cadê meu Dorflex? - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo