domingo, 30 de outubro de 2011

Lula no SUS e o bom senso na PQP.

Como é triste a sua sensação de dever cumprido com pouco. Não sei em que ponto da nossa história nos tornamos assim, tampouco se sempre fomos assim (pela quantidade de guerras e revoluções que temos em nossa história, creio que nem sempre fomos assim). Também afirmo que não somos todos assim. Mas há muito mais gente pensando assim do que poderíamos ou deveríamos tolerar.

Depois do diagnóstico do câncer do Ex-Presidente Lula, choveram manifestações de todos os tipos nas redes sociais. Desde os "bem-feito" (pessoas desejando claramente mal a outro ser humano, colocando questões políticas que desconhecem acima da caridade e da solidariedade), até os que bradam aos quatro ventos que Lula tem obrigação de ir tratar-se pelo SUS.

Não vou perder meu tempo explicando o quão isso é inocente e leviano, o Gravz já fez isso muito bem aqui. O que me entristece é como somos um povo que consegue sentir a sensação de dever cumprido com tão pouco. E em escala progressiva.

O sujeito que coloca no Facebook em caixa alta que o Lula tem que ir pro SUS acha que fez o papel dele como cidadão em divulgar essa tão importante "causa". Ele realmente sente a sensação de dever cívico cumprido. Ele imagina que fazendo sua parte dessa forma ajudará a construir um país melhor. Não importa se o Presidente tome o leito de alguém que depende do SUS. Mas ele fez o papel dele.

Numa escala ainda menor, alguém dá um "like" na campanha do sujeito acima. E sente a mesma sensação de dever cumprido. Assim como quem comenta revoltado "É isso aí! Muito bem!". E numa reação em cadeia, vamos nos contentando com cada vez menos.

Somos apaixonados por mártires. Tivemos vários, Senna havia sido o último, Lula é o mais recente. Todo mundo quer ver o sacrifício do Mártir, mas ninguém quer ser um. Ninguém está disposto a se sacrificar, a dar a própria vida ou ir para o SUS para se tornar um Mártir. Ninguém está disposto a fazer o que deve ser feito.

Eu não me incomodaria com campanhas do tipo "dê like que doaremos um litro de leite", onde sob uma suposta boa ação uma marca divulga seu produto abusando da boa-vontade (e da inteligência) das pessoas. Eu não me incomodaria com as pessoas mandando abraços virtuais pro Japão após um terremoto. Eu não me incomodaria com pessoas mudando a cor do avatar no Twitter por uma causa.

O que me incomoda é ficar só nisso. É achar que isso é o suficiente para sentir orgulho de dever cumprido. Não é. Lamento, mas não é. E no caminho que estamos indo, vamos transformando em cidadania e dever cívico partículas cada vez menores de humanidade.

23 Comentários:

Matheus Calegari disse...

sem palavras, disse tudo :) , mas eu como estudante de gestão hospitalar, acho uma barbaridade quando falam do SUS, ele no papel é ótimo, exemplo a ser copiado por muitos países de primeiro mundo, o que acontece é que não é bem gerido, faltam gestores competentes, além de um repasse de verba maior muitas vezes.

noahmera disse...

O caso do Lula tem um componente de "vingança" incluída no cinismo da afirmação. Mandar um político populista e endeusado pelo "povo" tratar-se como... "povo". É como desejar que ele retorne aos seus, ou que prove do próprio remédio (afinal, como ex-presidente ele deveria ter resolvido TODOS os problemas da saúde). Que a saúde pública no Brasil é um lixo, todos sabem, que poderia ter avançado mais, também, mas que cidadania se constrói em cima de vingança?

É o mesmo povo que se doeu pela piada do estupro do Rafinha Bastos?

@GuiReisBH disse...

Eu concordo que é besteira ficar desejando que o Lula trate-se no SUS. Isso não vai acontecer em nenhum país e em nenhuma realidade (talvez na Suécia ou Suiça, que são casos à parte).

Mas o que mais me incomoda, e nem é se tratando do Lula porque isso não se aplica mais a ele, eu acho, são os atuais políticos, parlamentares e líderes da nossa sociedade terem subsídios financeiros para se tratarem nos melhores hospitais do país. Isso eu acho um absurdo! Usar do dinheiro público para tratar de suas doenças.

Eu nem digo em um "mundo perfeito", mas sim em um "mundo justo" e com um pingo de senso de justiça, os políticos e parlamentares deveriam pagar, dos próprios bolsos, de seus astronômicos salários, seus planos de saúde. Até porque, eu queria ver se estariam dispostos à dispor de R$8.900,00 por mês para ter um plano (Notre Dame) que cubra uma internação no Sírio Libanês.

Falo isso partindo do mesmo princípio que o Senador Cristóvão Buarque defende que os políticos deveriam ter os filhos estudando pelas escolas do Governo, acho que seria justo que deveriam enfrentar as mesmas dificuldades do resto da população para conseguirem seus tratamentos médicos. Novamente, volto a dizer que não é o caso de mandar pro SUS. Eu trabalho de domingo a domingo e tiro do meu pró-labore o dinheiro para despesas médicas.

O mesmo deveria ser com os políticos. Eles ganham salários de R$27 mil reais. Podem perfeitamente tirar R$8.900,00 (preço referente a homens entre 36 e 40 anos de idade) para ter o privilégio de se tratar no Sírio Libanês pelo convênio Notre Dame.

O Lula, que deve faturar só neste ano de 2011 cerca de 7,2 milhões de reais pode perfeitamente se tratar no Sírio Libanês ou até em outro país se preferir. Mandá-lo pro SUS é de fato ridículo.

Já fui prolixo demais! Acho que o povo não consegue pensar no que diz. Acho que existe uma causa que deve ser defendida por trás destas agressões destes últimos dias. Mas, definitivamente o Lula não é o alvo e nem a maneira como as críticas foram emitas é a solução para os problemas.

DaneoShiga disse...

Acho que resumi esse sentimento em um tweet, alguns dias atrás, do mesmo modo que as pessoas se acham mais profundas por postar citações na internet, se acham ativistas por reclamar de alguma coisa...

"encontra algum tipo de denúncia na internet, fica revoltado, compartilha para 'ver o que acontece', acredita que ajudou, nada muda."

https://twitter.com/#!/daneoshiga/status/127345425459060736

re disse...

Postar comentários na internet é SIM uma das ferramentas de que dispomos atualmente para emitir nossa opinião, protestar e, muitas vezes, iniciar movimentos democráticos. Tanto q nenhum político ignora sua força ao iniciar suas campanhas. Contudo, concordo q nossas ações não podem estar limitadas a esse meio.

disse...

Poxa, menores? Tem certeza? Bem bem, concordo em certa parte, mas eu creio que, as coisas estão de certa forma melhorando. Sim, é um ativismo de sofá, porem é isso ai, é o máximo que "podemos" fazer por enquanto, digo isso de forma geral, é o máximo que as pessoas conseguem imaginar em fazer. Acho que a comunicação melhora, e é bom esses ativismos de sofá, por que muita gente ainda, só entende desenhando, muita gente, nem imagina ou tem um pensamento crítico bom o bastante, e sem querer vê alguns desses "protestos" que talves faça ela refletir sobre a causa. Veja o protesto contra a corrupção que foi organizada pelas redes sociais, na primeira, teve uma tal de marcha para jesus, que de participantes, ultrapassou e muito essa marcha contra a corrupção.
Enfim, eu acho que as pessoas estão mudando, simplesmente, elas simplesmente são humanas, existem varias razões para elas serem da forma que são, tanto educação, saúde ou outras necessidades.

rafaelcomf disse...

Quanta bobagem neste post, a questão é: uma vez o Lula afirmou que o SUS estava tão bom, mais tão bom que da até vontade de ficar doente... então, chegou o momento, SERÁ QUE NINGUÉM PERCEBE O QUANTO POLITICO É HIPÓCRITA? Lula deveria ir para Cuba se tratar então, igual seu amigo do peito, Hugo Chavez!

Renato Menezes disse...

O seu texto e no mínimo ingênuo. A campanha nas redes sociais não significa que as pessoas querem o Lula no SUS. Trata-se apenas de mencionar como o serviço do SUS tem deficiência de atendimento. E esse texto também não cumpre nenhum dever de cidadão, tal qual as campanhas apelarias das plataformas de redes sociais.

Marcel disse...

Claro Renato, certamente é muito inteligente usar "Lula no Sus" como forma de protesto. Usar a doença alheia como mecanismo pra arrotar discursinho babaca sob o falso pretexto de querer "alertar" a sociedade. Tenho CERTEZA que não só você como todos os outros que estão protestando estão realmente engajados em melhorar o atendimento do SUS.

Marcel disse...

Ah, outra coisa: pelo que andei lendo, as pessoas QUEREM SIM que Lula vá pro SUS. Além disso, em momento algum eu disse que meu texto exercia qualquer tipo de papel cívico ou cumpria meu dever de cidadão, a crítica foi justamente essa e não me excluí dela. Mas parabéns pela falácia.

DaniDani disse...

Se Lula estivesse pagando do seu bolso seu tratamento no Sírio, tudo bem. Hipocrisia é achar que o tratamento dele pelo SUS é que sairia caro para o País, porque ele estaria ocupando uma vaga de quem realmente depende o sistema. Mas não! Quem vai pagar a conta do seu tratamento de última geração, não contemplado para quase todos os brasileiros, é o governo. Diga que estou errada e não só me calarei, como pedirei desculpas por minhas palavras e por apoiar a campanha pra que ele faça o tratamento pelo SUS.
Daniela

Leo Damin disse...

Também acho que o protesto via rede social é insuficiente. Muitos, porém, realmente acham que isso "já é um começo", mesmo que o decorrer nunca aconteça.
Mas acho que, a frase em si, faz alusão à "qualidade" estipulada por Lula ao SUS, e porque ele não o usa nesse momento.

Bruno Codeman disse...

O que esse bando de idiota que fica fazendo "mimimi vai se tratar no sus, lula", é que OITENTA POR CENTO dos tratamentos de câncer no país é feito pelo sus, que é REFERÊNCIA em tratamento de câncer. Nego fica vociferando bravatas achando que tá certo e sem sequer pensar no que fala. Faltou foi surra pra essa juventude na infância.

Vanessa disse...

Não sou petista e também não sou hipócrita. Se o cara tem dinheiro pra ter um plano de saúde, assim como eu também pago o meu, pra que utilizar o SUS? Pra tirar a vaga de uma pessoa que não tem a condição de pagar um plano? Tenho uma avó que utiliza o sistema público de saúde e eu ficaria muito PUTA da vida se o Lula usasse sua doença como "propaganda política" e usasse um leito de hospital que poderia ser da minha avó.
Esse povo que quer o "Lula no SUS" deveria deixar um pouco a hipocrisia de lado, por favor! Querem criticar como está a saúde no Brasil, comecem então a não votar nos "Tiriricas" da vida!

namorada disse...

O que eu desejo ao ser humano Luiz Inácio? Saúde!!Não só em respeito a ele. Mas também em respeito a mim. E a qualquer ser humano.
Câncer, é uma merda.

Ademar disse...

De fato, mandar o Lula pro SUS só é melhor que nada. E quem se dói e acha que é maldade ou vingança é porque concorda que em oito anos de governo o Lula não fez nada pela Saúde, que ele disse, com escárnio, estar próxima da perfeição. Quem esteve na presidência nos últimos oito anos foi o Lula que deixou para a Dilma a HERANÇA MALDITA da Saúde e da Educação arrasadas. Hipocrisia é elogiar o SUS e se tratar no Sírio-Libanês!

Tantan disse...

Desejo muita saúde à ele, sendo pelo SUS, sendo por qualquer plano; quando sua vida está em perigo, tem aquele ditado: a ética depende das circunstâncias; o mais ético sucumbe à ela na necessidade. Ética é inversamente proporcional à necessidade. Ora, se até matar o outro sob certas circunstâncias, é ético e honroso (legitima defesa).

Renato Menezes disse...

Um brinde à ingenuidade, Marcel. Traduzindo, claro que você tem razão ao que chama de "discursinho babaca" (embora esse jargão apelativo só mostre insuficiência argumentativa). Concordo plenamente com isso. Porém, o que digo é que tal qual o “protesto” das redes sociais, seu texto cumpre o mesmo papel de “discursinho babaca”, em sentido contrário. Eu não aderi à “campanha virtual”. Traduzindo, o que você chama de “falácia”, eu chamo de “equivalência argumentativa”. Não há muita diferença entre o papel do “protesto” nas redes sociais e o papel do seu “protesto”. Mas, ao contrário do que parece, a minha crítica, não é “pessoal”, e sim, de conteúdo.

e-Bia disse...

O interessante é que agem e falam como se a saúde pública tivesse ficado ruim, ineficaz no governo Lula. Como se em 2001 por exemplo, todos pudessem dispor do SUS e contar com dirigentes políticos que fizessem mais pela saúde pública. As pessoas são tão estreitas e manipuladas que preferem um cretino assumido que agigante o abismo social no país do que um cretino (pensando com a cabeça deles) que tente mudar o status quo. Prometeu e não cumpriu? Foooorca! Mas se não prometeu?? Ah, tudo bem! Legal! Aff...

Juliana Dacoregio disse...

Como é bom ler posts lúcidos como esse.

Letícia Martelle disse...

UM DEMAGOGO NÃO CUMPRIDOR DA PALAVRA!!!
Lula, você disse (Prometeu) que gostaria de ficar doente para se tratar no SUS .
E ai demagogo, vai cumprir sua palavra, ou foi mais uma de suas bravatas barata, demagogas e Hipócritas?
Gente, Vamos fazer campanha nas redes sociais para exigir de Lula que cumpra a palavra e vá se tratar no SUS .

Fernanda Gualda disse...

Desejo, como a colega acima, saúde ao Lula, claro. Mas vamos entender o seguinte: esse papo de "ter condição" ou não para acessar atendimentos e tratamentos médicos de qualidade não existiria se os impostos que pagamos fossem devidamente aplicados. Alguém aí ainda se lembra da CPMF? Lula não é, evidentemente, o único responsável pela lamentável saúde pública do país. Mas é um deles, esteve no comando do Brasil por OITO ANOS. Numa democracia de verdade, esse tipo de debate nunca existiria porque nem eu nem vocês precisaríamos pagar por um plano de saúde. Como também não haveria necessidade de escolas particulares para que se tenha uma educação razoável. Ninguém estaria "ocupando um leito de quem realmente precisa" ao exercer o DIREITO a um serviço público de saúde. Nossa "democracia", no entanto, reserva exclusivamente "aos que têm condições" o "direito" a um sistema de saúde decente. Ora, que democracia é essa? Eu não ficaria "muito puta" se um político fosse tratado pelo SUS, não. Eu FICO é puta da vida por saber que a avó de alguém não têm o DIREITO a bons hospitais porque "não tem condições". Isso, sim, me deixa MUITO PUTA! Eu FICO (não ficaria porque não é uma hipótese, é uma realidade) MUITO PUTA porque uma senhora, um senhor, uma criança... seja quem for, não pode desfrutar de um tratamento de excelência porque não têm dinheiro para pagar um bom plano de saúde. Ninguém, repito, ninguém deveria precisar pagar por um plano de saúde. A saúde pública deveria funcionar. Ponto. E se não funciona, certamente isso não é responsabilidade dos médicos que dão nó em pingo d´água trabalhando por salários risíveis, sem infra-estrutura, sem o mínimo.

Fernanda Gualda disse...

Quantas diárias de CTI, quantos equipamentos, quantos medicamentos, etc., etc., etc., poderiam ser pagos com os "investimentos" do mensalão? E o tutu que o filho do Lula recebeu no amplamente divulgado escândalo dos investimentos mais que suspeitos da então Telemar na empresa de telecomunicações da qual era sócio? Câncer é uma doença grave e não desejo o mal nem do Lula, nem de ninguém. Mas câncer não santifica pessoas. Não acho que o Lula deveria ser atendido pelo SUS. Acho que TODOS os políticos deveriam ser atendidos pela rede pública de saúde e educação, no mínimo. E penso, inclusive, que isso deveria ser lei. Possivelmente não teríamos hoje nenhuma razão para esse "debate". Cristóvão Buarque, por defender esses e outros "absurdos" foi "demitido" por Lula via telefone, depois de implorar por mais verbas para a educação quando era ministro, período que, aliás, durou muito pouco, infelizmente. "Engajar-se" nessa "campanha virtual" é, provavelmente, o que dá para fazer durante jornadas de trabalho frequentemente de 10, 12 horas para que seja possível, sim, ter o "dever cumprido": pagar todas as contas em dia, ser adimplente com os impostos para que os salários de nossas excelências se justifiquem e, repito, nosso dinheiro seja devidamente empregado. Eu fico MUITO PUTA ao saber que, junto com tantos brasileiros, estou contribuindo, não só para o tratamento do Lula num hospital ao qual a avó de uma cidadã tão humana quanto nosso ex-presidente jamais terá acesso. E, sim, ela também ajuda a bancá-lo. Imposto não é contribuição para Teleton e afins. O nome já diz - IMPOSTO: o pagamento é obrigatório. Pelo que estamos pagando? Por uma educação que vai de mal a pior? Por essa maravilha que é o SUS? Por estradas vergonhosas? Talvez pela manutenção de tanta gente morando sobre palafitas ou em favelas, frequentando (quando frequentam) essas fantásticas escolas públicas que dificilmente lhes permitirá o ingresso numa universidade estadual ou federal e apavoradas com a possibilidade de perderem a "ajuda" de bolsas-família e cia, sem perceberem que NUNCA precisariam dessas ESMOLAS se vivessem numa democracia de fato. Tenho muita pena dessa turminha com seus discursinhos vazios e "cheios de razão". Muitos ainda deveriam ser crianças quando Lula foi eleito pela primeira vez. Não faze a menor ideia do que se passou durante seu governo, não entendem NADA de política, têm olhares massificados e reproduzem as mesmas falas como papagaios, seja por influência de um professor petista nas salas de aula, seja porque ainda estão naquela de "ser do contra" ou ainda pela "contestação" que lhes confere um falsificado olhar crítico sobre a questão.

Postar um comentário

Marcadores

2010 Adeus Aeroporto Agências Álbuns Ameaça American Idol Aposentadoria Apple Aprovação Argentina Artigos Assassinato Ateismo Ateísmo Avião Avó Balão BBB11 Beatles Bexiga Bicicleta Bike Blogs Bom Senso Brasil Bullying Cagar Regra Cancelamento Carnaval Carro Casamento Cerveja Chile Chris Medina Ciclovia Ciência Cissa Guimarães Clipe Coleções Comportamento Compra Coletiva Congestionamento Conselho Contos Controle Corinthians Cotidiano Crítica Crônica Danilo Gentili Decisão Democracia Desconto Desrespeito Detran Devassa Diagnóstico Dicas Dilma Dinheiro Discussão Divagando Diversos Dor de Cabeça Dorflex Ecochatos Ecologia Economia Educação Educação Financeira Eike Batista Eleição Emprego Enem Engarrafamento Entrevista Enxaqueca Esportes Estatísticas F1 Facepalm Falsa Dicotomia Felicidade Felipe Massa Felipe Neto Fenômeno Fernando Alonso Figurinhas Firework Fiuk Futebol Gay Gente que Hashtag Heartbrake Warfare Home Office Hora do Planeta Inception Inclusão Digital Inclusão Social Infância Internacional Internet iPad IR João Roberto Jogo de Equipe John Mayer Juliana Justin Bieber Katy Perry Kibe Lei Leis Listas Maria Cláudia Medicina Meme Mineradores Modinha Mulheres Mundial Música Natal Nordeste Old On-Line Opções Opinião Orgulho Verde Orkut Palmada Paula Peito Piada Poder de Escolha Política Politicamente Correto Poupança Preço Justo Rafael Mascarenhas Redes Sociais Reencontro Rehab Relacionamentos Religião Resgate Roberta Ronaldo Rotina Sabrina Sato Sandy São Paulo Sapatos Senado Separatismo Serra Sociedade SP Steve Jobs Sucesso Tecnologia TOP10 Trabalho Tráfego Trânsito Troll Twitter União Ventilador Vício Vida Vídeo Videogame Violência Zé Augusto

Arquivo do blog

Online

  ©Cadê meu Dorflex? - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo