terça-feira, 15 de março de 2011

Das perguntas óbvias e da falta de paciência

Duas coisas que me irritam bastante nessa convivência nem sempre frutífera ou amigável com estranhos em redes sociais são as perguntas óbvias e a projeção. Eu entendo que há pessoas que não conseguem fazer um O com um copo ou executar duas tarefas com certa habilidade ao mesmo tempo, mas isso não quer dizer que EU não consiga.


Eu sei que fico muito tempo no twitter, escrevo demais por lá. Sei que eu ganharia mais ficando menos tempo por lá. Mais sossego, mais diversão offline, menos stress... Mas POR ENQUANTO, a diversão que eu tenho por ali compensa e EU QUERO perder meu tempo por ali, portando LIDE COM ISSO. Ninguém é obrigado a ler o que eu escrevo, a me seguir ou a concordar comigo. E não, me chamar de arrogante, de babaca ou me mandar tomar no cu não são argumentos e sim, eu tenho todo o direito de me irritar com isso.

As perguntas óbvias são irritantes não tanto pela pergunta em si, mas pela frequência com que ocorrem. Perguntar coisas como "você não dorme" irritam profundamente. Em primeiro lugar qualquer paramércio sabe que é impossível para um ser humano viver sem dormir. Piorou no meu caso, pois privação de sono me causa enxaqueca forte. Então perguntar se a pessoa não dorme, só por esse detalhe já é uma imbecilidade colossal. Considere ainda o intervalo entre os tweets. Normalmente meu último tweet noturno aparece na timeline lá pelas 23h. Se o próximo tweet só apareceu as 06h da manhã, o que diabos o sujeito acha que eu estava fazendo? Vejam a equação:

Ultimo tweet às 23h;
Próximo tweet às 06h do dia seguinte;
Intervalo de 07h, durante a noite/madrugada;

CALCULE X, BATRÁQUIO.

Outra pergunta corriqueira é "você não trabalha?" ou "Você tem emprego ou é só blogueiro?". Bem, pra mim emprego é o que paga o seu salário, independente do ramo ou do que você faz. Ou vai me dizer que se você for empresário não tem emprego? O blogueiro é chefe de si mesmo e escrever em seus blogs é o seu emprego. Que por sinal é legal porque você faz o seu próprio horário, bem melhor do que pegar metrô ou ônibus lotado as 07h da manhã. Mas as pessoas insistem em tratar quem escreve em blogs e vide disso como inferiores, mesmo que eu conheça alguns blogueiros que ganham 6 dígitos por ano somente com seus sites.

Normalmente isso é uma projeção do sujeito. Ele é desempregado, ele é vagabundo, ele não ganha dinheiro, ele tem uma vida que lhe deixa insatisfeito mas projeta em alguém que ele nem conhece, não sabe sequer o nome direito uma série de frustrações que encontra nele mesmo. É uma forma mais amena de dizer a si mesmo "faça algo, seu merda". Só que isso na frente do espelho tende a ser mais difícil de dizer.

Então, para todos os efeitos fica definido que eu não durmo, não trepo, não saio de casa, não me alimento e não tenho emprego. Portanto, podem pensar numa lista diferente de perguntas óbvias as quais as respostas não serão muito simpáticas da minha parte.

Registre-se, cumpra-se.

7 Comentários:

Bauru disse...

Marcel, isso é mais comum do que pensamos. Mesmo eu que tuíto com moderação (na minha opinião) já ouvi coisas do tipo. Interessante é que os mesmos que perguntam isso passam horas correndo atrás de bola nas quadras da vida, passam o dia inteiro na frente de uma tv. Não sei qual a diferença. Claro que no caso aí do futebol é uma atividade física e tal. Mas vir me dizer que perco tempo em internet sem nem mesmo saber o que faço? Bom, exemplo enorme (sem trocadilhos) temos todos os dias. Isso que você retrata é o mesmo que consome a paciência do Cardoso. Não responder seria uma opção, mas tem horas que enche mesmo o saco.
Pensando ainda uma coisa aqui, vejo que é possível piorar. Imagine que ouço, às vezes, de algum aluno: "Professor, você trabalha ou só dá aulas?" Durma com esse barulho. Ops... verdade, não dormimos, não comemos...

Darth Batalema disse...

«Ninguém é obrigado a ler o que eu escrevo, a me seguir ou a concordar comigo. E não, me chamar de arrogante, de babaca ou me mandar tomar no cu não são argumentos e sim, eu tenho todo o direito de me irritar com isso.»

Caramba! Tirou as palavras da minha boca…

[]’s
Cacilhας, La Batalema

Eric disse...

As pessoas ainda tem que aprender bastante sobre a internet, não estão habituadas e familiarizadas com as mudanças que ocorrem com tanta rapidez. O fluxo de informações e artigos que o twitter oferece é algo fascinante, o que ainda não aprenderam(nós também dependendo) é que na internet nem tudo que é escrito é verdade, que opinião é que nem bunda no qual cada um tem a sua, respeitando a dos outros e cuidando apenas da sua. Se a pessoa não concorda com o que foi dito ou escrito é direito dela e damos a razão a isso, porém o preconceito(entenda-se preconceito como pré-conceito, ou seja, forma-se um conceito sem antes ter estudado ou informado sobre tal assunto) atrapalha e muito na hora de demonstrar suas opiniões.

Blogueiros não são tendência, mas realidade, em que ainda estamos aprendendo e aperfeiçoando tal profissão. Dizer que um blogueiro é vagabundo, preguiçoso e etc é algo preconceituoso(sim, você é preconceituoso, todos nós somos um pouco), então o maior dever que temos é buscar informações, estudar, se atualizar, pois assim será formada uma internet mais democrática, dinâmica, inteligente e melhor.

Gueixa disse...

hahahahaha Adorei o Registre-se, cumpra-se.
O julgamento que emitimos sempre terá a nós mesmos como paradigma.
bjus

L.Stein disse...

Me perguntam a mesma coisa, e olha que ter agência de publicidade é hiper puxado, e a tolerãncia chega a zero muitas vezes, quando ouço perguntas ridiculas.
Aliás, a grande pergunta que não quer calar é: o que os outros têm com o que faço na minha vida? Hum?¬¬'

Excelente blog meu amigo, gostaria que conhecesse o meu ( se lhe sobrar tempo..kkk):
wwww.aviagemdodruida.blogspot.com
abração.

Ana Karenina disse...

Olá Marcel

Confesso que já me fiz todas estas perguntas idiotas, me fiz porque não tive coragem de perguntar aos mesmos para não parecer ofensivo, pensava sobre isso porque não entendia como as coisas funcionavam, nem sabia que existia essa profissão blogueiro e/ou problogger.

Acredito que essas dúvidas existam por uma questão cultural, falta de conhecimento e de falta de costume, as pessoas não estão acostumadas com as novas profissões e atividades remuneradas que surgem a cada dia, o próprio mercado de trabalho já considera trabalho diferente de emprego, trabalho(atividades remuneradas) sempre tem, mas emprego(vinculo empregaticio com uma empresaou instituição pública) é que anda faltando e a tendência é piorar, porque as necessidades do mercado estão mudando e as pessoas ainda não aprenderam a lidar com isso ainda.

No caso do twitter, as pessoas são livres para pensar o que quiserem sobre as outras, fazer julgamentos é uma reação humana comum, mas o que não devemos fazer é faltar com o respeito e querer que as pessoas vivam ao nosso molde.

Lamentável saber que as pessoas não aprendem a lidar com sua realidade diferente da delas porque elas se acostumaram a pensar que o modo de viver delas é que é o certo, acho que é sempre tempo de quebrar nossos paradigmas, rever conceitos e repensar sobre um monte de coisas que acreditamos, mas que não faz mais sentido, tenho aprendido a cada dia reavaliando meus conceitos sobre tudo e todos.

Um abraço

@anakint

Anunciação disse...

Muito bom;bem colocado.

Postar um comentário

Marcadores

2010 Adeus Aeroporto Agências Álbuns Ameaça American Idol Aposentadoria Apple Aprovação Argentina Artigos Assassinato Ateismo Ateísmo Avião Avó Balão BBB11 Beatles Bexiga Bicicleta Bike Blogs Bom Senso Brasil Bullying Cagar Regra Cancelamento Carnaval Carro Casamento Cerveja Chile Chris Medina Ciclovia Ciência Cissa Guimarães Clipe Coleções Comportamento Compra Coletiva Congestionamento Conselho Contos Controle Corinthians Cotidiano Crítica Crônica Danilo Gentili Decisão Democracia Desconto Desrespeito Detran Devassa Diagnóstico Dicas Dilma Dinheiro Discussão Divagando Diversos Dor de Cabeça Dorflex Ecochatos Ecologia Economia Educação Educação Financeira Eike Batista Eleição Emprego Enem Engarrafamento Entrevista Enxaqueca Esportes Estatísticas F1 Facepalm Falsa Dicotomia Felicidade Felipe Massa Felipe Neto Fenômeno Fernando Alonso Figurinhas Firework Fiuk Futebol Gay Gente que Hashtag Heartbrake Warfare Home Office Hora do Planeta Inception Inclusão Digital Inclusão Social Infância Internacional Internet iPad IR João Roberto Jogo de Equipe John Mayer Juliana Justin Bieber Katy Perry Kibe Lei Leis Listas Maria Cláudia Medicina Meme Mineradores Modinha Mulheres Mundial Música Natal Nordeste Old On-Line Opções Opinião Orgulho Verde Orkut Palmada Paula Peito Piada Poder de Escolha Política Politicamente Correto Poupança Preço Justo Rafael Mascarenhas Redes Sociais Reencontro Rehab Relacionamentos Religião Resgate Roberta Ronaldo Rotina Sabrina Sato Sandy São Paulo Sapatos Senado Separatismo Serra Sociedade SP Steve Jobs Sucesso Tecnologia TOP10 Trabalho Tráfego Trânsito Troll Twitter União Ventilador Vício Vida Vídeo Videogame Violência Zé Augusto

Arquivo do blog

Online

  ©Cadê meu Dorflex? - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo