terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Vou trabalhar "com o que eu gosto"

Vou deixar algo bem claro aqui sobre 'trabalhar com o que gosta'. Tenham em mente que trabalho é uma atividade que existe unicamente pra lhe prover dinheiro, pois sem ele ninguém faz nada nesse mundo. Como profetizou Falcão, "O dinheiro não é tudo mas é 100%".

Ninguém trabalha por prazer. Você até pode contar essa mentira pra si mesmo, mas eu te garanto: você só trabalha porque é obrigado. E não adianta dizer que tem muita gente rica que continua trabalhando. Esses não trabalham. Pra eles o trabalho virou lazer, uma ocupação pra cabeça já que não sobrou nada pra comprar.

Engana-se quem pensa que o trabalho enobrece o homem. O trabalho acaba com o homem. Tira de cara metade do seu dia. Faz ele se cansar, estressar e perder o ânimo pras coisas que realmente valem a pena nesse mundo. A gente veio pra cá pra se divertir, sorrir, tomar banho de sol e de mar. Ninguém nasceu pra passar 8h por dia num escritório.

Quem "faz o que ama" vive numa ilusão de que é possível trabalhar e ainda assim se divertir. Não é, amigos. Invariavelmente, se você abandonar um emprego que detesta pra "seguir seus sonhos" e fazer algo que supostamente ama, é uma questão de tempo até que você passe a odiar aquilo também. É como colocar sua música favorita como despertador. Trabalho é algo ruim, chato, cansativo e penoso. Jamais transforme seu hobby favorito em trabalho, pois você desenvolverá um ódio diabólico por algo que supostamente deveria gostar de fazer. É como pingar uma gota de veneno por dia no coração.

O segredo do sucesso é ter em mente que o trabalho é necessário para ganhar dinheiro e com isso conquistar o que realmente importa. Lazer, viagens, bens materiais também, não sejamos hipócritas. Seria o máximo se pudéssemos viver de luz e ter todo o tempo do mundo pro amor, pra família e pro prazer. Mas o mundo não funciona assim.

Não tenha vergonha, nojo, preguiça ou ojeriza ao trabalho. Apenas encare-o da forma como ele deve ser encarado. Como um meio, não como um fim. Pode ter certeza que você vai ser bem mais feliz dessa forma, pois suas expectativas estarão sendo depositadas nos lugares certos.

Ignorem quaisquer erros de português ou digitação, estou ébrio.

2 Comentários:

OCanceriano disse...

Boa observação.
Eu sou apaixonado por manutenção de softwares e hardwares, mas mesmo sendo apaixonado por isso não consigo trabalhar 8 ou 10 horas por dia na mesma coisa, porque mesmo que o trabalho canse nossa mente e nosso corpo, ele nunca será de fato uma coisa satisfatória para um possível 'gosto pelo trabalho'.

Fernando disse...

Acho que muitas vezes o que você descreveu acontece sim.

Mas não é uma regra. Eu, por exemplo, nunca tive em mente que "trabalhar com o que gosto" era trabalhar e se divertir. Uma coisa é jogar video game e achar legal pra caralho, a outra é "trabalhar". É óbvio que haverão cobranças, e nunca tudo em um trabalho é prazeroso. Sempre pensei que, se deveria gastar a maior parte da minha vinda com um trabalho, que seja algo que me dê realização. Que eu olhasse para o meu trabalho e pensasse "eu me orgulho disso".

"Trabalhar". Sempre soube disso.

E você, caso queira, pode encontrar o que mais lhe apetece. "O que mais lhe apetece", não o que vai lhe fazer dar risadas de prazer o dia inteiro, pois isso não existe. Essa visão, como você expôs, é ingênua.

Trabalhei como programador. Aquela merda nunca me deu realização. Lembro que queria ser programador. Comecei a trabalhar com aquilo e aconteceu o que você disse falou no post.

A questão, Marcel, é que algumas pessoas não se conformam com ter o trabalho como um meio. Não estou dizendo que são superiores por isso, de jeito nenhum, nem é um estado de espírito elevado e iluminado por alguma divindade. É da pessoa. Da essência dela. Não é uma vaidade, tá no sangue.

Por isso não acho que são hipócritas por não achar o que tu acha.

O que quero dizer é que a sua visão não é exatamente errada, isso acontece. Aconteceu comigo, acontece com muita gente. A maioria das pessoas, eu diria.

Mas não é regra e exemplos públicos não faltam. Jobs, Tolkien, C. S. Lewis, Spohr, trocentos outros escritores, Jovem nerd, entre outros. Duvido que todos eles passem (ou passaram) o tempo todo, sem descanso, "trabalhando com o que gosta", mas não tenho dúvidas que gostam (ou gostaram) do que fazem (ou fizeram).

A partir do montento no qual decidi que queria escrever para o resto da minha vida, fiquei mais feliz. MAIS feliz, não rindo feito um retardado todo dia. Vai continuar sendo cansativo, algumas vezes chato, muitas vezes penosos, mas me faz bem.

Tem um texto do Raphael Draccon (outro escritor, eu sei, mas é a minha área) que ilustra melhor o que quero dizer:

Jornadas Fantásticas, ou o que Raphael Draccon ainda pode lhe dizer que outros já não tenham dito….

:)

Postar um comentário

Marcadores

2010 Adeus Aeroporto Agências Álbuns Ameaça American Idol Aposentadoria Apple Aprovação Argentina Artigos Assassinato Ateismo Ateísmo Avião Avó Balão BBB11 Beatles Bexiga Bicicleta Bike Blogs Bom Senso Brasil Bullying Cagar Regra Cancelamento Carnaval Carro Casamento Cerveja Chile Chris Medina Ciclovia Ciência Cissa Guimarães Clipe Coleções Comportamento Compra Coletiva Congestionamento Conselho Contos Controle Corinthians Cotidiano Crítica Crônica Danilo Gentili Decisão Democracia Desconto Desrespeito Detran Devassa Diagnóstico Dicas Dilma Dinheiro Discussão Divagando Diversos Dor de Cabeça Dorflex Ecochatos Ecologia Economia Educação Educação Financeira Eike Batista Eleição Emprego Enem Engarrafamento Entrevista Enxaqueca Esportes Estatísticas F1 Facepalm Falsa Dicotomia Felicidade Felipe Massa Felipe Neto Fenômeno Fernando Alonso Figurinhas Firework Fiuk Futebol Gay Gente que Hashtag Heartbrake Warfare Home Office Hora do Planeta Inception Inclusão Digital Inclusão Social Infância Internacional Internet iPad IR João Roberto Jogo de Equipe John Mayer Juliana Justin Bieber Katy Perry Kibe Lei Leis Listas Maria Cláudia Medicina Meme Mineradores Modinha Mulheres Mundial Música Natal Nordeste Old On-Line Opções Opinião Orgulho Verde Orkut Palmada Paula Peito Piada Poder de Escolha Política Politicamente Correto Poupança Preço Justo Rafael Mascarenhas Redes Sociais Reencontro Rehab Relacionamentos Religião Resgate Roberta Ronaldo Rotina Sabrina Sato Sandy São Paulo Sapatos Senado Separatismo Serra Sociedade SP Steve Jobs Sucesso Tecnologia TOP10 Trabalho Tráfego Trânsito Troll Twitter União Ventilador Vício Vida Vídeo Videogame Violência Zé Augusto

Arquivo do blog

Online

  ©Cadê meu Dorflex? - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo